terça-feira, 29 de março de 2011

You make me blush

Eu estudei em um colégio onde não se podia usar maquiagem (nem esmalte, nem bijouterias... na época eu ficava "revoltada", mas hoje vejo que foi melhor daquele jeito mesmo). É claro que nós, mocinhas, com idades entre 15 e 17 anos ignorávamos a regra. E os monitores fingiam não ver os rímeis e glosses que a gente usava. Não era nada muito exagerado, mas é engraçado lembrar que os glosses que até algum tempo atrás eram mal-vistos eram nossa alegria. A gente nem se importava se o rímel alongava, dava volume, ou sei lá o quê. O importante era usar. Lembro de comprarmos aquelas paletas de sombra de R$ 5,00 com um montão de cores. E querem saber? Era muito bacana, porque a gente não tava nem aí se estava na moda ou não.
Mas toda essa volta ao passado (que nem é tão passado assim) é para dizer que eu quase não usava blush. Na verdade, eu nem sabia usar e tinha muito medo de ficar com a cara da Emília. Só quando eu entrei na faculdade há uns dois anos atrás, que eu comecei a usar. Nem era um blush verdadeiro, sabem? Era um daqueles que vêm em paletas de sombra. Só depois eu comprei um e agora já tenho três. Raras vezes eu saio sem passar um pouco. Gosto muito do efeito e acho que dá um efeito especial para a maquiagem.
E esse mês na Gloss saiu justamente uma matéria com a Vanessa Rozan como modelo sobre blushes. Tem vários truques e jeitos de aplicar e os que eu mais gostei foram o de "gente grande" e o de "supersaúde". (relevem a qualidade tosca das fotos... não tenho scanner nem habilidades fotográficas! rsrs)


Para virar "gente grande", é só aplicar um blush pêssego ou rosado no ponto mais alto do ossinho da bochecha e ir espalhando em direção às têmporas e para cima

Para conseguir o efeito de supersaúde, é só dar um sorriso e aplicar o blush (em creme) no gordinho da bochecha. Fica bem bonito e natural.
O legal da reportagem é que todas as dicas (ainda tem o truque de "bronzeamento" e o de "emagrecimento") funcionam em todos os tons de pele!

E eu achando que ficava péssima com blushes alaranjados, descobri no final de uma aula de literatura brasileira que o tom fica bacana na minha pele. Só testando para saber, né! :)

Beijos

2 comentários:

  1. Oi Giovanna, é a Vi, testando é que vamos saber se fica bem em nós, e agora voce pode testar bastante.
    Gostei das fotinhose da postagem.
    Beijos,Vi

    ResponderExcluir
  2. Oi Giovanna, é a Vi, pensei que ia ver uma nova informação, mas voce esta devagar...kkk
    Vamos, não desanime!
    Beijos.

    ResponderExcluir